domingo, 19 de julho de 2009

Günther Anders


Na verdade Günther Stern, judeu alemão exilado por anos no Estados Unidos, retornando à Europa em 1950, recusou a oferta de voltar a dar aulas na Universidade alemã, das tantas que o filósofo Ernst Bloch lhe fez. Horrorizado com o destino que os nazistas deram aos seus durante a Segunda Guerra Mundial, não se sentia mais à vontade em percorrer as mesmas ruas e locais de estudo da sua época quando era admirador da filosofia de Edmund Hüsserl e freqüentador dos seminários de Martin Heidegger. Fixou-se em Viena. Teórico ambientalista, irrequieto, escritor prodigioso, adotando a bandeira do não-conformismo e do pacifismo, com o avançar da idade, seguindo uma vertente mais extremada da Escola de Frankfurt, revelou-se cada vez mais radical nas suas proposições no afã em deter o mundo da técnica e do consumismo.
Günter Anders morreu na mais extrema miséria na Italia, Viena. Num apartamento minúsculo sem condições de vida.

2 comentários:

  1. hello... hapi blogging... have a nice day! just visiting here....

    ResponderExcluir
  2. hi.. just dropping by here... have a nice day! http://kantahanan.blogspot.com/

    ResponderExcluir